FAQ – Perguntas Frequentes

1 – O que é o Qigong?

Qigong (também soletrado como chi gung, chi kung ou neigong) é uma forma de exercício suave praticado para manter as pessoas saudáveis ​​e reduzir a tensão. Saiba mais aqui.

2 – Preciso ter experiência para fazer uma aula de Qigong?

Não necessita de ter qualquer tipo de experiência anterior para começar a aprender e a beneficiar da prática do Qigong (chi kung).

3 – Devo falar com o meu médico antes de praticar Qigong?

Todos os médicos sabem que exercícios moderados, como o qigong, têm um efeito benéfico no coração, circulação sanguínea e articulações. Os médicos estão a tornar-se mais conscientes dos efeitos benéficos da respiração profunda e da meditação no sistema nervoso, humor, função cognitiva e memória. 

No entanto, se tiver um problema específico que limita a sua amplitude de movimento ou força, ou qualquer doença crônica ou problema de saúde, deve verificar sempre com seu médico antes de iniciar qualquer novo regime de exercícios.

4 – Quanto tempo tenho de praticar Qigong para sentir os resultados?

Praticar apenas cinco a dez minutos por dia terá efeitos imediatos no corpo e mente. Com a primeira respiração e movimento, o sistema nervoso começa a acalmar. A pessoa fica mais focada e começa a relaxar. Com o tempo, os benefícios para a saúde continuam a crescer. 

O aumento do fluxo de qi (energia), melhora a circulação do sangue, lubrifica as articulações, relaxa o sistema nervoso e dissipa o stress dos músculos e da mente.

Quanto mais praticar de forma consistente, mais profundos serão os efeitos. Da mesma forma, os efeitos benéficos e anti-envelhecimento do qigong aumentam e acumulam-se com o passar dos anos. Idealmente, desenvolverá uma prática diária de qigong, já que alguns minutos por dia são muito mais benéficos do que trinta minutos feitos a cada quatro ou cinco dias.

5 – Existem estudos científicos que comprovam os benefícios do Qigong?

Sim, existem muitos estudos científicos sobre qigong. Estas pesquisas demonstraram que a prática de qigong tem efeitos positivos na viscosidade do sangue, densidade óssea, nas funções das glândulas endócrinas , asma, função imunológica, níveis séricos de lipídios (colesterol), função sexual, a incidência de acidentes vasculares cerebrais (reduz o risco), bem como uma série de outros benefícios.

6 – Onde posso encontrar informação científica sobre Qigong?

Existem mais de 50 mil referências de artigos e pesquisas científicas sobre qigong (chi kung) que podem ser facilmente encontradas em sites de renome científico tais como: sciencedirect.com

Alguns links para pesquisas científicas relevantes:

Qigong for the Prevention, Treatment, and Rehabilitation of COVID-19 Infection

(Qigong para a prevenção, tratamento e reabilitação da infecção COVID-19)

Emotional processing changes of qigong on college students

(Mudanças no processo emocional de qigong em estudantes universitários)

The therapeutic efficacy of Qigong exercise on the main symptoms of fibromyalgia

(A eficácia terapêutica do exercício de Qigong nos principais sintomas da fibromialgia)

The effect of Tai Ji and Qigong in patients with chronic obstructive pulmonary disease

(O efeito de Tai Chi e Qigong em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica)

The effects of Qigong exercises on blood lipid

(Os efeitos do exercício de Qigong sobre os lipídios do sangue)

Effectiveness of internal Qigong on quality of life, depressive symptoms and self-efficacy

(Eficácia do Qigong na qualidade de vida, sintomas depressivos e autoeficácia)

Effects of cardiac rehabilitation qigong exercise in patients with stable coronary artery disease

(Efeitos do exercício de qigong na reabilitação cardíaca em pacientes com doença arterial coronariana estável)

Effects of Qigong practice in office workers with chronic non-specific low back pain

(Efeitos da prática de Qigong em funcionários de escritório com dor lombar crônica não específica)

Effect of Qigong exercise on cognitive function, blood pressure and cardiorespiratory fitness

(Efeito do exercício de Qigong na função cognitiva, pressão arterial e aptidão cardiorrespiratória)

7 – Qual é o melhor horário para praticar Qigong?

De manhã é considerada a hora ideal para praticar Qigong porque a energia do sol está a nascer. Mas a melhor hora para praticar é quando se adapta ao seu estilo de vida. Pode praticar Qigong a qualquer hora do dia.

8 – Quais são as precauções que devo ter ao praticar Qigong?

Existem alguns erros que as pessoas cometem que podem causar danos durante o fluxo de Qigong:

Exagerar num movimento além de sua capacidade física, especialmente com uma lesão anterior, por exemplo na coluna, pode resultar em lesão física ou agravar a lesão.

Não usar a intenção ao fazer um movimento pode resultar em desvio energético. Por exemplo, agitar os braços ao redor, fazendo circular o Qi e dispersando-o, em vez de direcionar os movimentos apropriadamente com a mente.

9 – As minhas pernas doem quando pratico, o que devo fazer?

Se ficar em pé por mais de 20 minutos pode causar dor nas pernas, joelhos ou pés, isso é um sinal de que há bloqueio do Qi ou fraqueza de Qi nas pernas. Se tal lhe acontecer, deverá informar o professor. Caso esteja a fazer sozinho, deverá descansar as pernas, alongar os músculos das pernas, alongar e procurar endireitar a coluna.

10 – Quantas vezes devo repetir uma forma de Qigong?

O número de vezes não muito importante, o mais importante é a consciência e a intenção que põe na prática. 9 vezes é o número numerológico que funciona para a mente, corpo e espírito 3-3-3. Mas você pode fazer menos, como apenas 3 ou 5 vezes.

11 – É possível fazer demasiado Qigong?

O objetivo do qigong é ajudá-lo a se desenvolver de forma mais plena e saudável. Se fizer muito de qualquer coisa, não encontrará equilíbrio. 

Praticar um hora de qigong diariamente é mais do que suficiente. Pode fazer duas sessões de vinte minutos, ou uma sessão mais longa, por dia.

No entanto não existe um limite pré estabelecido, os estudantes de qigong e aspirantes a mestre de qigong normalmente treinam 3 horas por dias.

12 – Quando posso praticar?

Inicialmente, pode ser difícil encontrar tempo para praticar qigong, por si só, pois existem milhares de exercícios e de técnicas que o podem deixar confuso, o ideal é encontrar um professor disposto a ensinar. Isto vai eliminar diversas barreiras, tais como, ter um horário fixo para a praticar e construir uma base sólida e duradoura.

De qualquer maneira, seja gentil quando começar, e certifique-se que se preparar para o sucesso. Escolha um tempo específico para praticar a cada dia e reserve esse horário exclusivamente para a prática de qigong.

13 – Quando não posso praticar?

Há momentos em que não se deve praticar qigong. Por exemplo, não é boa ideia praticar quando está emocionalmente perturbado, pois é difícil concentrar a mente e relaxar quando está agitado. Se estiver exausto ou constipado, é melhor descansar em vez de praticar. 

Não se esforce para fazer mais do que seu corpo permite. Mas nem sempre é melhor, então comece devagar e construa a partir daí. Além disso, nunca deve praticar sob a influência de álcool ou de drogas.

14 – Onde posso praticar?

Pode praticar em qualquer lugar. Este lugar pode ser num espaço fechado ou aberto. Idealmente a prática é feita perto da natureza, num parque, junto ao mar, etc. Se apenas for possível praticar em casa, é aconselhável que seja um espaço bem iluminado com luz natural, arrumado, com espaço para os movimentos e bem arejado. Idealmente, poderá encontrar um ou dois lugares que se tornarão os seus espaços de cura.

15 – O que devo usar?

Qigong não exige que use roupas especiais quando pratica. A roupa não deve ser tão apertada que o impeça de se mover livremente. 

O ideal é usar roupa leve e larga, calçado  plano com bom suporte. Tênis, sapatos baixos e pés descalços (se o clima e a localização permitirem) são bem vindos. 

Aviso: não compre aqueles tênis pretos de tai chi que se vê nos vídeos! Eles não dão suporte e podem até causar dores nos pés.

Tenha em mente que qualquer roupa larga e confortável é o melhor “uniforme” de qigong, quer seja um vestido ou roupa casual, ou mesmo um pijama.

16 – Posso praticar Qigong se tiver pouca energia?

Sim. Qigong é uma prática que revitaliza o corpo e a mente. Frequentemente, os alunos descobrem que a prática do Qigong dá mais energia.

17 – Posso aprender qigong de forma eficaz em casa?

Sim! Na verdade, o qigong é muito adequado para o estudo em casa, pois grande parte da prática consiste em se tornar mais consciente do seu corpo e fazer os movimentos com um ritmo que se adapte ao seu corpo e mente. Em muitos aspectos, é mais fácil de fazer em casa do que em uma aula com outras pessoas. É claro que aulas, workshops e outros contatos pessoais com professores de qigong e outros alunos também são ótimos, mas se você não tiver acesso, isso não deverá ser uma barreira para aprender qigong.

18 – Posso praticar Qigong e fazer outras formas de exercício?

Absolutamente. A prática de qigong não interfere com outras formas de exercício, como

como fazer ginásio, correr ou fazer yoga, pilates ou qualquer outra forma de movimento. Vários atletas e artistas marciais usam o qigong como forma de melhorar seu desempenho atlético, resistência, força e recuperação muscular. Os atletas relatam melhor foco e maior resistência como resultado da prática qigong antes de uma competição.

19 – Eu sou um atleta. O Qigong não são para pessoas mais velhas e doentes?

Para os atletas, o estilo de movimento integra a fluidez calma e compreensão da energia para criar um grande “estado de fluxo” nos atletas, bem como auxiliar na reabilitação de lesões. A maioria dos atletas procura manter-se em movimento durante o processo de cicatrização e esta é a maneira perfeita. A natureza física das práticas fortalece o corpo e acelera a recuperação.

20 – O Qigong é uma prática religiosa?

Qigong não é afiliado a nenhuma crença ou sistema religioso, nem entra em conflito com quaisquer crenças religiosas ou sistemas de qualquer natureza.

A medicina chinesa afirma que cada pessoa tem ou é composta de três tesouros. Estes são a mente, o corpo e o espírito. Alguns exercícios de qigong, meditações e visualizações envolvem a conexão com seu espírito, ou eu verdadeiro, para ajudar a acelerar o processo de cicatrização. 

Outros envolvem o cultivo de um sentido de paz interior e uma conexão mais profunda com seu eu espiritual. A prática de qigong pode ser moldada para incorporar uma determinada crença espiritual ou religiosa, mas apenas se isso é o que deseja.

21 – Qual é a diferença entre Qigong, Tai Chi e Kung Fu?

Tai Chi (também referido como Taiji, Taijiquan e Tai Chi Chuan) e Kung Fu (também chamado de Gong Fu e, WuShu) são formas de artes marciais que derivam do Qigong. 

Tai Chi é uma arte marcial leve ou interna, enquanto o Kung Fu é considerado uma forma de arte marcial dura ou externa de Qigong. 

Qigong fornece o poder básico, força, foco, disciplina, etc. para todas essas práticas de artes marciais (independentemente de serem “duras” ou “suaves”) através da manipulação e equilíbrio da energia do corpo. 

O tai chi começou como uma prática de saúde que era tão eficaz no desenvolvimento da força interna que foi adaptado por alguns para a arte marcial tai chi chuan. 

Agora, o Tai Chi e o Qigong estão a tornar-se, uma vez mais, numa forma de as pessoas assumirem a responsabilidade pelos próprios cuidados com a saúde.

22 – Qual é a diferença entre Yoga e Qigong?

Yoga, como antiga prática de iluminação que inclui a prática de posturas físicas, é semelhante ao Qigong. A filosofia e a prática do Yoga são originárias da Índia e estão imersas na tradição e cultura da Índia. O qigong, por outro lado, é uma prática antiga originária da China que retém ensinamentos sobre a vida enraizados na filosofia taoísta, budista e confucionista. Ao comparar a prática física do Yoga e do Qigong, descobrirá que, enquanto o Yoga e o Qigong incluem práticas de respiração e meditação, o Yoga tende a se concentrar no alinhamento, músculos e sustentação das posturas, enquanto o Qigong concentra-se mais na energia e no fluxo dos movimentos.

23 – Qual é a diferença de outros tipos de exercício para o Qigong?

Muitas pessoas fazem exercício para melhorar a aparência ou talvez melhorar a saúde do coração e dos pulmões, mas embora o exercício aeróbico trabalhe esses órgãos, ao mesmo tempo os sobrecarrega. O qigong, por outro lado, trabalha os músculos e nutre todos os órgãos – mas, principalmente, não os tensiona. Aumenta a absorção e a circulação de oxigênio, mas enquanto o corpo está relaxado. Assim aumenta a capacidade de armazenar e gerar energia.

24 – Qual é a sensação do fluxo de Qi?

É diferente para pessoas diferentes. Alguns relatam formigueiro, calor, ondas de calor. Outros podem sentir que há uma força invisível sobre eles (especialmente quando as palmas das mãos estão voltadas uma para a outra na forma de uma bola imaginária). No entanto, algumas pessoas não sentem nada, mas, mesmo assim, ainda podem obter os benefícios do Qigong.

Não são raras as vezes que as pessoas que não “sentem o Qi” sofram de alguns bloqueios reais que devem ser removidos pela prática ou com a ajuda de um mestre ou terapeuta antes que possam sentir o Qi. Estes bloqueios costumam estar associados a condições como lesões, dor ou desalinhamentos musculoesqueléticos.

25 – A energia de um praticante com experiência pode ter efeito sobre mim?

Sim, podemos definitivamente sentir os efeitos de alguém “a transmitir energia para nós”. Um dos sentimentos comuns que surgem é o aumento do calor humano. O mecanismo de como isso funciona ainda é muito debatido e pesquisado, mas o fato de que algo acontece a nível energético, pode ser percebido pelos sentidos e pode ser medido cientificamente.

Transmitir energia é algo relativamente fácil e pode-se aprender algumas técnicas básicas num período de tempo relativamente curto. No entanto, não é aconselhável a transmissão de energia do iniciante em qigong, pois pode usar demasiada energia pessoal e sentir-se debilitado, pois pode diminuir a força do seu sistema imunológico.

26 – Quais são os problemas de saúde pública que o Qigong pode dar contribuições importantes ?

Qigong não é apenas uma simples terapia para algumas doenças, mas um sistema de saúde de recuperação completo que pode tratar várias doenças crônicas ao mesmo tempo. 

É o método de saúde mais econômico entre as terapias alternativas. 

O Qigong tem um valor único porque permite que os praticantes assumam a responsabilidade pela sua própria saúde. 

Estudos em atuais de Qigong abordam algumas das principais preocupações da sociedade, incluindo a melhoria:

  1. Saúde e longevidade 
  2. Desempenho dos alunos nas escolas
  3. Resultados em ambientes hospitalares e clínicos
  4. Produtividade em ambientes de escritório
  5. Reabilitação de prisioneiros
  6. Resultados do tratamento da dependência
  7. Terapia complementar no tratamento do cancro sem efeitos colaterais
  8. Anti-envelhecimento (por exemplo, desaceleração da disfunção cognitiva)
27 – As crianças podem aprender Qigong?

Sim. Existem formas que Qigong que captam especialmente a atenção das crianças, tal como a forma dos Cinco Animais, que consiste em reproduzir os movimentos e as qualidades de cinco animais: tigre, veado, urso, macaco e a garça.

AGENDE UMA AULA
ENTRE EM CONTACTO

Vamos praticar!

As nossas aulas são semanais, pela manhã ou em horário pós-laboral, entre em contato para saber mais sobre locais e preços.

ENVIAR EMAIL
ENVIAR EMAIL