Coração de Luz

O Alcance: A meditação do coração de luz combina-se com a técnica de visualização interna (algo muito utilizado no qigong), e tem dois objetivos principais.

O primeiro objectivo consiste em desbloquear sentimentos presos no centro do peito e no coração. Com perseverança e sapiência, o praticante aprenderá a identificar e a reciclar os seus sentimentos menos positivos, dando lhe assim uma poderosa ferramenta e a confiança necessária para trabalhar e curar as suas partes mais “escondidas”. Desta maneira o praticante irá desbloquear os seus canais, dissolver sentimentos antigos e desnecessários, criando assim, espaço para a inspiração e para o amor.

O segundo objectivo da prática consiste numa aproximação (ou reaproximação dependendo do praticante) do sentimento de amor. Sentir amor é algo inerente a todos nós, mas podem passar se dias ou mesmo anos, sem que esse sentimento tão majestoso visite o nosso coração. Muitas pessoas pensam que o sentimento de amor apenas nos visita em certos momentos. A verdade é que somos perfeitamente capazes de criar deliberadamente este sentimento. Não existe um motivo ou uma razão para se sentir amor. 

Amor, simplesmente é, e é muito abundante no coração.

Enquanto que o cérebro é o centro do pensamento, o coração é o centro do sentimento (segundo cérebro).

A Receita: Sentado ou deitado, de olhos fechados, faça entre 3 a 5 inspirações lentas e profundas para acalmar a sua mente, enquanto o faz repita mentalmente, com uma voz  suave e confiante palavras tranquilizadoras, tais como: acalmar, relaxar, libertar, cuidar, curar. A escolha da palavra não é fixa, deixe-se estar no momento e encontrará de maneira natural as palavras que mais lhe fazem sentido.

Após este breve relaxamento, transfira a sua atenção para o centro do seu peito (evite descansar a sua atenção precisamente no centro do seu coração pois poderá acelerar o seu ritmo cardíaco). No centro do seu peito, visualize um centro de luz branca, ou o sol a irradiar luz e de uma maneira muito gradual a iluminar o seu interior, a iluminar os seus sentimentos (todo tipo de sentimentos que possam surgir), a iluminar os seus pensamentos e a iluminar as partes mais escuras e profundas do seu ser.

O desafio: Manter a mente e a atenção fixas num só ponto é virtualmente impossível. Muitos vezes irá dissipar e viajar nos seus pensamentos e sentimentos, deixará de ver mentalmente o centro de luz no seu peito e pensar em outras coisas. Tal situação é perfeitamente natural, quando se apercebe que a sua mente dissipou do seu centro, não se preocupe ou fique irritado, simplesmente sorria e de uma maneira natural volte ao seu novo centro de luz radiante.

A Prática: Pratique diariamente ou semanalmente, entre 5 a 30 minutos. Praticar apenas 5 minutos por dia, é melhor do que não praticar. Se praticar deitado tenha o cobertor por perto pois poderá adormecer e arrefecer a sua temperatura corporal. Se praticar sentado ou em pé, deverá encontrar a melhor postura, é vital que tenha sempre as suas costas direitas e que encontra um ponto de equilíbrio entre o cóccix e o crânio. Poderá sentar-se em uma cadeira (mas não no fundo da cadeira) ou diretamente no chão com as pernas cruzadas ou em cima de uma almofada. O mais importante é que se sinta confortável e que alcance um ponto de equilíbrio fisicamente. Mais sobre a posição a adoptar e como alcançar o seu estado de equilíbrio depende de cada um e poderá ser melhorado e praticado nas aulas.

A Cura: o sentimento de amor muitas vezes encontra-se escondido ou enterrado por de baixo que muitos outros sentimentos não tão positivos como o ressentimento e a mágoa. Tal como em todos os processos de cura, o que precisa de ser curado pelo seu coração virá ao de cima, as lágrimas poderam fluir sentimentos antigos que escondeu dentro de si terão de vir ao de cima e ser reconhecidos conscientemente. Seja forte, tenha coragem de reconhecer esses sentimentos e ilumine-os com a luz do seu coração, aprenda lentamente a perdoar, a si e aos outros, verá que com tempo e dedicação vai se tornar mais leve, mais feliz, mais sorridente e muito mais poderoso.

Voltar