O que é o Qigong (chi-kung)?

Qigong ou chi-kung é uma ciência única que enfatiza a auto prática, oferece uma maneira segura e eficaz de limpar os patógenos tóxicos e anos de emoções dolorosas que, de outra forma, podem causar doenças mentais e físicas. 

A prática combina técnicas de respiração com movimento, visualização criativa e intenção para melhorar a saúde, o poder pessoal e o controle sobre a própria vida.

Por meio da prática de concentração mental, respiração e posturas com movimentos lentos e suaves, acordamos as nossas potencialidades latentes de cura e as atividades funcionais do corpo humano que aos poucos começam a regular naturalmente.

Assim, a constituição é fortalecida, a resistência às doenças elevada e a meta de prevenção de doenças e de fortalecimento da saúde é alcançada.

No Qigong, o relaxamento, a respiração e a intenção são muito importantes.

Variedades de exercícios

Os exercícios de qigong são geralmente divididos em duas categorias: dinâmicas e estáticas. Estes exercícios, usam a mente e a respiração de formas diferentes conforme as posturas físicas e os movimentos. 

O primeiro inclui verdadeiros movimentos físicos, enquanto o último necessita apenas de uma postura.

As posturas na prática de Qigong incluem deitar, sentar, ficar em pé, caminhar, também a combinação de exercícios dinâmicos e estáticos é normal. 

Qigong pode aumentar a resistência a doenças e ajudar no desenvolvimento de uma constituição forte. 

Por meio do autocontrole e da concentração, o Qigong pode proteger o organismo de doenças, prolongar a vida, e aproveitar a energia natural para rejuvenescimento.

Os efeitos do Qigong

De acordo com pesquisas científicas modernas em Qigong, foi demonstrado que dá-se uma função reguladora do sistema nervoso, sistema respiratório, sistema digestivo, sistema circulatório e sistema de secreção interna. 

Qigong promove o equilíbrio de yin (negativo) e yang (positivo) para manter a estabilidade do corpo e da mente. 

Como falado anteriormente, a prática inclui exercícios estáticos que enfatizam o repouso e exercícios dinâmicos que enfatizam o movimento, ambos requerem a atenção da mente.

Note-se que, “repouso em movimento” e “movimento em repouso” são um reflexo do Yin (feminino, frio, noite, terra) e do Yang (masculino, quente, dia, céu).

Yin surge do repouso e Yang surge do movimento, assim repouso desenvolve Yin e movimento produz Yang.

Estático e dinâmico são dois lados da mesma moeda que está sempre um movimento e transformação de acordo com a lei de Yin e Yang, pois que Yang em excesso produz Yin e Yin em excesso produz Yang.

Saber mais sobre Yin e Yang, aqui.

Como funciona?

Entrar em repouso (yin) no Qigong pode definir a mente de uma forma especial, a mente e o corpo tornam-se mais relaxados, e este é o estado ideal para a prática, pois tem o efeito terapêutico de fortalecer o organismo e de acionar os processos de regeneração. 

O Qigong depende assim em grande parte da profundidade do repouso.

Repouso aqui significa um estado estável de quietude sem distrações e com a mente concentrada num ponto. Normalmente o Dantian (zona no umbigo). 

Este é um estado funcional especial no qual o praticante não está totalmente consciente nem adormecido, e quando a sua mente se concentra num ponto do corpo, induz excitação na área correspondente do córtex cerebral. Quanto mais fundo for o repouso, e maior o estado de relaxamento ativo, mais a excitação é intensificada no local do foco.

A isto chama-se de o estado mental de Qigong, onde o praticante pode ativamente regular os órgãos internos e sentir a energia a fluir pelo seu corpo, limpando assim energia estagnada em formas de bloqueios físicos e emocionais.

O que vai sentir?

De um modo geral, ao praticar Qigong por um certo período de tempo, alguns efeitos comuns ocorrem, tais como:

  1. Sensação de um alívio geral, os membros formigam e aparecimento de um pouco de suor.
  2. A contração e o relaxamento dos músculos do estômago e dos intestinos aumenta, o que auxilia na regulação do sistema digestivo.
  3. Uma diminuição da fadiga mental e física com uma melhora na qualidade do sono e apetite.
  4. Sensação de cócegas na pele, sinal de melhora da circulação sanguínea.
  5. Os músculos contraem-se e as articulações estalam; este é um sinal de que a energia corporal é revigorada.
  6. Uma sensação de tranquilidade, conforto e vigor

Os praticantes experientes de Qigong podem desenvolver uma percepção da existência dos seus canais pela visão interna e perceber a circulação do Qi ao longo dos seus canais, e emitir energia (waiqi).

Sentir a energia do corpo permite que se ligue com a energia dos pensamentos e das emoções e, para aqueles que também desejam explorar um caminho de meditação, pode levar à compreensão da energia do espírito.

O qigong é praticado por pessoas de todas as convicções espirituais e religiosas.

Voltar