Oito peças de seda (sentado)

Introdução

As Oito Peças de Seda (sentado) são um antigo conjunto de exercícios destinados a “lavar” o corpo interno, limpar os canais de energia dos bloqueios e fortalecer os órgãos internos com a energia do corpo.

Este conjunto é muito simples e demora cerca de 15 minutos. É ótimo para uma prática independente ou é uma ótima prática para fazer antes de uma meditação sentada.

As Oito Peças de Seda (sentado) é considerado ser um exercício taoísta para obter bem-estar físico, mental e energético.

Este tipo de qigong aumenta e purificar a energia vital do corpo (qi) e o seu fluxo por todo o corpo.

Para além dos benefícios indicados esta prática oferece uma introdução genuína aos processos de alquimia interior descritos nos grandes clássicos taoistas.

“A paisagem interna e seus os canais podem ser percebidos de uma forma limpa e clara apenas por aqueles que conseguem ver o interior.” – Li Shihen (1518-1593)

1 – Feche os olhos e sente-se imóvel

Poema: Feche os olhos e sente-se com a mente profunda, (mãos) segure firme, (a mente está) calma e pense (concentre-se no) Shen (espírito).

Prática: Sente-se com as pernas cruzadas e concentre-se no plexo solar. A cabeça deve parecer que está suspensa por um fio e o peito solto e relaxado. A cintura e a coluna estão relaxadas (mas direitas) e confortáveis. Coloque as mãos no colo. A boca está fechada e os dentes tocam-se levemente. Regule a sua respiração para que seja suave e uniforme. A mente está clara e pura. Condense a mente e a intenção (espírito) internamente, até que esteja em paz. A sua intenção está no plexo solar (centro do peito). Permaneça assim pelo menos três a cinco minutos.

Intenção: Quando mantém a sua atenção no centro do seu peito, elimina o excesso de fogo que tem no peito e aos poucos consegue acalmar a mente. Qualquer exercício de Qigong deve ser feito com uma mente calma. Quando pratica, segure as suas mãos em frente ao abdômen, isto vai ajudar a manter a mente concentrada e firme na sua intenção. Quando sentir o peito e a sua mente a relaxar os pensamentos vai desacelerar e o corpo vai entrar num estado de relaxamento inicial. Mantenha os olhos fechados para que a sua atenção se mantenha no seu corpo. Após manter a sua atenção no plexo solar por 3 a 5 minutos mude a sua atenção para a “residência do espírito” (no topo do nariz entre os olhos, chamado de terceiro olho), isto vai fortalecer e apaziguar a mente.

2 – Mãos seguram a cabeça

Poema: Bata os dentes trinta e seis (vezes), duas mãos seguram Kun Lun (cabeça).

Prática: primeiro bata os dentes trinta e seis vezes, suavemente. Se houver geração de saliva, engula. Em seguida, entrelace os dedos e segure a parte de trás da cabeça. Empurre a cabeça e o corpo para trás enquanto puxa com as mãos para a frente. Inspire ao ficar tenso, expire ao relaxar. Repita nove vezes.

Intenção: Quando batemos com os dentes, fortalecemos as raízes dos mesmos e ao mesmo tempo, limpamos e acordamos a mente para a meditação que se chegue. Quando bate com os dentes deve sentir a vibração que é produzida a vibrar pela cabeça, isto vai remover tensões nos maxilares e estimular o cérebro. Quando puxa a cabeça para trás e a empurra com as mãos para a frente está a fortalecer a coluna ao mesmo tempo que a limpa de tensões mas também está a relaxar os músculos das costas e do pescoço aumentando assim a circulação de Qi na coluna.

3 – Bater na Almofada de Jade

Poema: esquerda direita bateu o tambor celestial, ressoando vinte e quatro vezes.

Prática: Continue a partir da última peça. Cubra as orelhas com as palmas das mãos, com os dedos médios na área da cavidade da almofada de Jade (sob a protuberância occipital externa). Coloque os dedos indicadores nos dedos médios e abaixe-os para bater com a cabeça. Isso irá gerar um som de tambor na cavidade cerebral. Este exercício é comumente chamado de “Ming Tian Gu”, que significa “tocar o tambor celestial”. Bata vinte e quatro vezes com uma batida uniforme e constante. Pode bater com os dois dedos ao mesmo tempo ou alternar os dedos.

Intenção: Quando pratica este exercício as orelhas devem estar completamente tapadas pelas palmas da mão, só assim vai sentir o efeito de tambor. Concentre então a sua atenção no som do tambor, e permita que as vibrações percorrem o crânio e o cérebro. Bater o tambor limpa a mente. Quando terminar vai sentir que tudo está mais claro e com a sensação de ter acabado de acordar. Deve bater o tambor lentamente, para dar tempo a que cada vibração percorra o crânio totalmente e só depois deve bater o tambor novamente.

4 – Vire a cabeça repetidamente ou balance levemente o posto do céu

Poema: Vire levemente (a cabeça) para soltar o Tian Zhu (coluna do céu, ou seja, pescoço). O dragão vermelho (a língua) agita a saliva líquida, enxágue do tambor 36 vezes, o líquido da saliva preenche toda a boca, um bocado dividido em 3 goles, use Yi (mente) para enviá-lo para a roda abdominal (umbigo).

Prática: Continue a partir da última peça, mova as mãos para baixo e coloque-as no colo, com as palmas voltadas para cima confortavelmente. Mantendo os ombros imóveis, gire a cabeça para a esquerda e depois para a direita 24 vezes. Depois disso, mova a língua dentro da boca para gerar saliva. Engula essa saliva em três goles. Cada vez que engole, use a sua intenção para enviar a saliva para o umbigo.

Intenção: A cabeça é considerada como o “céu”, e o pescoço é quem suporta o céu, o grande responsável da ligação com o resto do corpo, daí a grande importância que tem nos exercícios de qigong. Ao virar a cabeça repetidas vezes, vai relaxar e esticar o pescoço e prevenir dores de cabeça, causadas pela estagnação de energia no crânio.

A saliva é considerada como sendo água que apazigua o fogo do corpo. A saliva que é produzida constantemente pelo nosso corpo é um elixir que mantém o corpo limpo e livre de germes indesejáveis, quando a boca fica muito seca é sinal que está prestes a ficar doente. Quando engole a saliva imagine que a mesma desce até ao seu umbigo e que limpa todo o sistema digestivo.

5 – As mãos massageiam a porta da essência

Poema: Sele a respiração e esfregue as mãos até ficarem bem quentes, massageie a Porta da Essência traseira das costas, acabe com esse bocado de respiração, pense que o fogo está a queimar a barriga.

Prática: Inspire pelo nariz e leve o ar para o dantian médio (plexo solar) e segure a respiração suavemente. Esfregue as mãos até aquecer. Em seguida, coloque as palmas das mãos nas costas, na área dos rins, e pressione enquanto massageia com movimentos circulares 24 vezes. Em seguida, inspire novamente e repita. Ao massagear, una a mente da intenção e o Qi e concentre-o no umbigo ou no dantian inferior. Esta concentração aquece o abdômen. Quando terminar a massagem, sente-se calmamente com as mãos no colo e sinta a energia dos rins a queimar no umbigo ou no dantian inferior.

Intenção: Os rins são considerados a porta da essência e a residência da energia do pré-nascimento (energia dos nossos pais). Quando os rins estão fracos, a produção de hormonas é deficiente, a vitalidade sexual diminui e o corpo degenera-se mais facilmente. Ao esfregar as mãos e massagear as costas está a usar Qi exterior para nutrir os rins e a fortalecer os mesmos. Ao transferir a atenção para o umbigo vai guardar o qi no seu dantian inferior (reservatório de energia).

6 – Giro manual de roda dupla

Poema: braço esquerdo e direito giram, dois pés ficam confortavelmente estendidos

Prática: Estenda as pernas confortavelmente no chão, com os braços ao longo do corpo. Incline-se para a frente e estenda os braços com as palmas das mãos voltadas para baixo e os dedos confortavelmente curvados para dentro. Em seguida, circule as mãos para cima e para trás enquanto dobra ligeiramente a parte superior do corpo para trás, como se estivesse a remar um barco. Em seguida, continue o movimento de remo e circule as mãos para baixo e depois para a frente para repetir o círculo. Repita o mesmo movimento 9 vezes, depois inverta a direção e repita outras 9 vezes.

Intenção: Neste exercício, é como rodar duas rodas de cada lado ou como fazer  o movimento de remar e, aumenta a circulação de Qi nos 6 canais energéticos dos braços. As pernas estão esticadas no chão para abrir os outros 6 canais energéticos. Este exercício vai abrir e fazer circular a energia em todos os canais energéticos do corpo.

7 – Levante, pressione e segure os pés

Poema: Entrelace os dedos das mãos, abaixe a cabeça repetidamente para segurar os pés

Prática: Entrelace as mãos e levante-as acima da cabeça, com as palmas para cima, imagine que está a levantar algo e a segurar por cima da cabeça. Fique assim por 3 segundos, depois vire as palmas para baixo e toque o topo da cabeça. Pressione a mão para baixo enquanto levanta a cabeça por mais 3 segundos. Finalmente, separe as mãos e dobre-se para a frente, use as mãos para segurar e puxar os pés para trás. Mantenha os joelhos retos e fique na posição 3 segundos. Repita o processo 9 vezes.

Intenção: Quando levanta e empurra as mãos para cima está a alongar os músculos do tronco, frente e trás. Este alongamento, relaxa também, os sistemas nervoso e digestivo do corpo. Depois, com as mãos levantadas, alongue-se para a frente até segurar os dois pés. Este alongamento vai desde os pés, pernas, cintura, costas, ombros, braços, mãos.

8 – Entre no céu, transporte lento

Poema: Espere até que a água na boca chegue, enxágue novamente engula a saliva, faça isso 3 vezes, engula água na boca 9 vezes, engula ruidosamente, em centenas de vasos Qi se ajusta de maneira uniforme e automática, céu inteiro (corpo) transporte lento

Prática: Cruze as pernas e coloque as mãos no colo. Feche os olhos e sente-se calmamente. Quando bastante saliva se acumular, enxágue e engula 3 vezes com um gole audível. Depois de engolir, mantenha a sua atenção no umbigo, e sinta o Qi a circular suavemente por todo o corpo. Quando se acumular mais saliva, enxágue novamente e engula mais 3 vezes. Repita mais um, para um total de 9 vezes.

Intenção: Depois de completar essas oito peças, sente-se calmamente e respire regularmente por cerca de 3 minutos. Quando terminar de engolir e o corpo estiver quente e cheio de Qi, imagine que a pele e a área ao redor do corpo estão cheias de fogo. Esta imagem trará Qi para a pele e construirá o escudo do Guardião Qi (Wei Qi) ao redor do corpo. Isso significa que deve conduzir o Qi à pele para formar um escudo protetor ao redor do corpo.

Conclusão

Após terminar os oito exercícios de seda (sentado), pode dar a prática por concluída, sentirá uma bem estar interior junto com uma sensação de energia morna que percorre o corpo por dentro e por fora. 

Esta sensação pode perdurar por longas horas.

E, se já está familiarizado com as técnicas de meditação poderá progredir a prática para uma meditação, nesta altura o corpo está relaxado e os seus canais energéticos (meredianos) estão abertos, a energia flui livremente, estão assim criadas as condições ideias para meditar.

Esta forma de qigong é também uma iniciação a transformação interior, quer das crenças que já não necessita quer dos pensamentos e sentimentos pesados. 

Confie em si e na sua sabedoria interior, tudo o resto fluirá, com um coração sincero.

Voltar