“Em pé como uma árvore”

A posição base e inicial da prática do Qigong é também uma poderosa posição meditativa, que ajuda a desbloquear as nossas tensões e a descobrir o nosso mundo interior.

“Em pé como uma árvore” (zhan zhuang) é bastante similar com a “Posição da montanha” (tadasana) praticada no Yoga. 

“Zhan Zhuang” é também um prática de Qigong que consiste em permanecer imóvel durante um determinado período de tempo (5 minutos a 1 hora). Esta prática, aparentemente simples, é das mais exigentes no universo do Qigong, porém das mais recompensadoras.

Quando ficamos parados na posição, com o alinhamento correto, começamos a atrair a energia (qi) da terra e do céu (universo), e a acelerar suavemente o fluxo sanguíneo, libertando tensões e possíveis bloqueos.

A prática de ficar parado é uma disciplina antiga (e algo bastante comum no reino animal). A primeira referência conhecida, remonta ao livro mais antigo e mais influente da história da medicina mundial, O Clássico do Imperador Amarelo de Medicina Interna (Huang Ti Nei Ching), escrito há cerca de 5.000 anos.

Os benefícios da prática de Zhan Zhuang resultam num crescimento interior exponencial e transformação. As mudanças fundamentais começam a ocorrer nos órgãos internos e no sistema nervoso. 

Com treino vai começar a fortalecer a sua imunidade natural e acelerar a recuperação de possíveis doenças.

A simples prática de ficar em pé como uma árvore é usada para o tratamento de muitas condições fisiológicas e psicológicas.

O poder de cura de Zhan Zhuang é parcialmente devido ao seu impacto no sistema cardiovascular.

Na fase de relaxamento, medições eletrocardiográficas mostram que o coração bate de maneira mais lenta, mas muito mais forte.

Nas nossas aulas, praticamos regularmente esta forma de Qigong.

Entrar na posição – “Wu Chi”

Fique parado com os pés separados pela largura dos ombros.

Relaxe ligeiramente os joelhos, a barriga e os quadris.

Deixe seus ombros relaxar naturalmente para baixo.

Os braços ficam soltos. 

Os dedos ligeiramente separados, naturalmente curvos. 

Baixe o queixo um pouco e relaxe o pescoço. 

Olha em frente e ligeiramente para baixo. 

Respire calmamente pelo nariz.

Como já referido, esta prática é um poderoso auto tratamento. Conforme se torna estável na postura Wu Chi, a sua energia interna vai procurar naturalmente qualquer tensão acumulada e desequilíbrios subjacentes em todo o seu sistema para se livrar dos mesmos.

Esta posição de pé é conhecida como posição da energia primária.

Qualquer que seja o nível de treino ou o nível de realização que já alcançou, a prática de qigong deve sempre começar com Wu Chi. Pois, vai garantir que está devidamente alinhado, interiormente relaxado e conectado às grandes fontes de poder do céu e da terra.

Note que há um aspeto interior e exterior da prática. 

Trabalhe cuidadosamente através do corpo para liberar qualquer tensão nos seus músculos. 

Conforme a prática se aprofunda, vai desenvolver maior sensibilidade e consciência. 

Estará a ligar-se ao ambiente natural e ao jogo constante de energia ao seu redor e aos poucos começará a sentir a imensidão da terra sob os pés e o cosmos ilimitado acima.

Algumas dicas para fortalecer a prática.

Fio Invisível

Imagine que está pendurado por uma corda invisível que levanta o seu corpo e endireita a sua coluna.

A ideia aqui é sentir-se flutuando e que a gravidade puxa o peso do corpo para baixo.

A corda está presa na parte superior da cabeça, diretamente acima da coluna.

Todas as outras partes do seu corpo estão penduradas.

Ter a sensação do Fio Invisível é muito saudável para o corpo, pois alinha a postura e permite que a energia flua sem restrições.

Ombros pendurados e relaxados

Levante apenas os ombros o máximo que puder para sentir o esforço de sustentá-los.

Depois, deixe os ombros caírem e relaxarem o máximo possível enquanto expira para ajudar a deixá-los completamente pendurados e relaxados sem tensão.

Tensionar para relaxar

Uma maneira simples de alcançar a posição certa passa por ficar em pé e rígido, depois, relaxar e relaxar em todos os lugares, relaxar, apenas o suficiente para que o excesso de tensão não seja mantido em nenhum lugar do corpo.

Em outras palavras, parece que simplesmente relaxou todas as partes do corpo.

Relaxe e solte a parte inferior das costas

O ideal é que a região lombar não fique curvada entre o meio das costas e a parte inferior das nádegas.

Isso geralmente exige algum trabalho para o iniciante para alcançar e pode requerer a ajuda de outra pessoa.

É possível ajudar a desenvolver a postura dando um passo para trás contra uma parede de modo que a parte de trás dos calcanhares esteja contra a parede e as costas retas contra a parede.

Depois, afaste-se da parede e mantenha as costas retas.

A coluna vertebral é puxada pela gravidade

Esforce-se para manter o peso do corpo sob si e mantenha a cabeça puxada para cima como se estivesse sendo puxado por uma corda elástica.

Voltar