Principios base para mover o Qi

Embora as manobras de qigong sejam muitas e diversas, as práticas de qigong devem obedecer aos seguintes princípios.

  1. Relaxamento Natural e Tranquilização 

Por “relaxamento”, entende-se que durante a prática de qigong não deve haver tensão mental, os membros e o corpo devem manter-se completamente relaxados para que a regulação da mente seja adequada, a tranquilidade seja mantida e que assim seja possível que o qi circule.

“Tranquilização”, significa que durante a prática de treino, é necessário manter a paz e o humor estável, livrar-se de pensamentos dispersos e tranquilizar a mente para que seja adequado treinar a “força de vontade”, e o poder de foco.

A tranquilidade é um estado de tranquilidade específico sob um estado de vigília. A esta tranquilidade vigilante chamamos de estado mental do qigong. 

“‘Relaxamento’ e ”tranquilização” interligam-se e influenciam-se mutuamente. Se o relaxamento for bem sucedido será muito fácil de gerar tranquilidade que por sua vez possibilita um relaxamento ainda mais profundo.

  1. Associação de Atividade e Tranquilidade

Qigong é dividido em duas grandes categorias: qigong dinâmico e qigong estático. De um modo geral, o qigong dinâmico tende a recorrer aos movimentos dos membros e do corpo para conduzir o qi interno para fluir e circular; enquanto qigong estático tende a recorrer à função da “força da mente” para fazer com que o qi se reúna no Dantian (Campo de Elixir). 

No entanto, quando a prática de qigong atinge certo grau, é necessário conseguir alcançar a atividade na tranquilidade e a tranquilidade na atividade, ou seja, na prática do qigong estático deve haver atividade do qi interno, bem como a tranquilidade do corpo; enquanto na prática do qigong dinâmico deve haver relativa tranquilidade do qi interno.

O praticante deve escolher os métodos de prática de acordo com suas próprias condições.

  1. Vazio superior, plenitude inferior

Vazio superior significa que no processo de direcionamento do qigong, o qi na parte superior do corpo, especialmente no peito e na cabeça, deve ser vazio e agudamente sensível, livre e suave, todo o qi e a respiração devem dirigir-se para a raiz: afundando até ao Dantian (Campo de Elixir).

A plenitude inferior significa que no processo de direcionamento do qigong, o qi no Dantian inferior deve ser abundante e substancial, e armazenado na parte inferior do corpo.

O vazio superior e a plenitude inferior estão inter-relacionados. Somente enviando qi e respirando para a sua raiz a partir da parte superior do corpo, o qi no Dantian Inferior pode ser repleto e substancial. 

O vazio superior e a plenitude inferior são realizados seguindo a transferência da vontade mental. O qi alcança onde quer que a mente chegue. Portanto, durante a orientação de qigong, a mente não pode permanecer na parte superior do corpo, mas deve ser enfaticamente estabilizada na parte inferior. 

Mesmo no exercício de manobras de qigong para conduzir o qi e a respiração circular, o qi não deve deixar sua raiz (Campo de Elixir Inferior).

  1. Interligação: vontade da mente e qi

Vontade da mente refere-se às atividades mentais do praticante; “qi” refere-se ao qi genuíno do corpo, incluindo o ar respirado e “qi interno” referido pelos praticantes de qigong. Movimento interno do qi, combinado com as atividades da vontade da mente, com os movimentos do qi e da respiração. 

É assim, referido como “unificação da vontade da mente e do qi”. 

Durante o exercício de respiração, a respiração deve seguir as atividades da vontade da mente para ser lenta e suave, num estado natural, treinando gradualmente a respiração para ser suave, uniforme e profunda.

Quando a energia do qi interno do praticante atinge um certo grau e o qi interno pode circular no corpo, a vontade da mente deve naturalmente seguir o qi interno para circular pelos canais, mas não conduzido pelo qi com qualquer esforço interno.

  1. Moderação, duração e níveis de treino

Durações e graus moderados de treinamento (“controle de fogo”) referem-se às durações e graus de treinamento da direção de qigong do praticante. 

Cada etapa tem duração e grau próprios que variam de acordo com a evolução do praticante. Assim, durações moderadas de treino e graus de prática de qigong referem-se às limitações de treino e pontos de realização nos diferentes níveis da prática. 

Geralmente, os seguintes aspectos devem ser garantidos: a “força da mente” deve estar livre de exercer esforço, sem esquecer e sem auxiliar / acrescentar ao pensamento; a respiração deve ser natural, lenta, constante e uniforme, permitindo que o qi e a respiração sejam formados num estado natural sem serem conduzidos pelo esforço da vontade da mente; as posturas devem ser naturais e relaxadas, suaves e leves, adequadas e confortáveis. a prática deve ser adequada e nunca exagerada para garantir que as conquistas crescem dia a dia.

  1. Nutrir-se durante o “treino”

“Treino” refere-se às formas manifestadas de qi e força em movimento sob a orientação da consciência no processo de direcionar qi; enquanto “nutrir” refere-se à reposição de vigor e energia após a prática. 

Os mestres de Qigong observam que “respiração vigorosa é treino, respiração suave é nutritiva”, o que mostra claramente: a orientação de qigong não é praticada até o fim com uma forma de consciência, mas com a colaboração entre treino e nutrição. 

Por exemplo, se alguém se sentir cansado durante a prática de treino, pode enfatizar a área de Dantian (Campo de Elixir), colocar a mente no Dantian e regular a respiração para nutrir silenciosamente. 

Somente com alternância de treino e nutrição, com nutrição em treino e treino em nutrição pode-se complementar a qualidade do cultivo de qigong.

  1. Avançar gradualmente

O praticante deve praticar à luz dos princípios de orientação do qigong e dos requisitos dos movimentos sem qualquer pressa. A pressa estraga o relaxamento e a tranquilidade.

Qigong é um método de exercício com auto-introspecção e percepção para desenvolver a sensibilidade energética. Não se pode esperar que tal aconteça num só dia. Embora algumas iniciantes sentem a energia nas primeira ou segunda aula. Somente quando o treinamento é praticado de acordo com certos procedimentos pode-se garantir o sucesso através da perseverança.

Voltar